Parece que a utilização de javascript está bloqueada . Por favor, desbloqueie o javascript para que está página possa funcionar adequadamente.

Espaço... INSPIRA-TE!
Espaço...
INSPIRA-TE!

Análise e Critérios de Avaliação

Análise e Critérios de Avaliação

Projetos apresentados serão primeiro avaliados a nível nacional. Isto será feito on-line entre 16 de janeiro e 28 de abril de 2017. Se os projetos forem selecionados para passar para a fase regional, os participantes serão convidados a participar nas meias-finais com todos os outros vencedores nacionais da sua região. Nas meias-finais, os vencedores nacionais vão apresentar o seu projeto a um painel de juízes. As meias-finais regionais terão lugar entre 30 de abril e 30 de junho de 2017. Os vencedores das finais regionais irão então encontrar-se em Toulouse para a final internacional, a fim de apresentar os seus projetos a um painel de juízes internacionais. Esta final terá lugar em julho de 2017.

Os projetos receberão pontos de acordo com os seguintes critérios:

  • Excelência académica (fator de ponderação de 20%)

Uma entrada para o concurso demonstra excelência académica quando apresenta argumentos bem documentados, usando métodos científicos credíveis e reprodutíveis, inclui citações, faz uso crítico de recursos científicos e de aprendizagem e demonstra que os participantes adquiriram conhecimento sobre os contextos relevantes do assunto e têm uma profundidade de compreensão dos conceitos básicos e das questões relevantes para o seu projeto.

  • Relevância para o tema selecionado (fator de ponderação de 10%)

Com este critério será avaliada a relevância do projeto proposto para a categoria temática selecionada e na área de abrangência do tema. A teoria e bibliografia relevantes para o tema apresentado devem ser usados de forma adequada

  • Capacidades de resolução de problemas (fator de peso de 15%)

Este critério irá avaliar as linhas de pensamento dos concorrentes ao abordar o tema do seu trabalho, isto em termos do modo como descrevem o problema, como estabelecem os dados e as informações que têm que ser obtidos, o modo como é feito o planeamento e a execução da solução escolhida ou a utilização de soluções alternativas e o modo de avaliar as soluções selecionadas.

  • Originalidade (fator de ponderação de 20%)

Critério-chave para avaliar a originalidade de entrada é de que o projeto é o produto do trabalho e ideias da equipa e que é único, novo ou não-convencional. Mesmo que a entrada seja baseada no trabalho de outros pode ainda contar como original, se a equipa conceber uma ideia nova, fizer uma apresentação original do problema, adotar uma nova abordagem ou método ou se for executada de uma forma inovadora.

  • Relevância social (fator de ponderação de 10%)

Será avaliado como e até que ponto é que a entrada propõe soluções e ideias que têm benefícios sociais diretos ou indiretos a longo prazo e / ou o grau em que está relacionada com um desafio atual para as nossas sociedades (por exemplo, as alterações climáticas, a redução da oferta de energia, de água e de alimentos)

  • Apresentação  (fator de ponderação de 10%)

Com este critério será avaliada a estrutura e o formato do projeto, em geral, bem como se os seus objetivos, a metodologia e os resultados são apresentados de forma clara. Também irá servir para avaliar a organização lógica e vinculação de ideias, a clareza de expressão e o uso de materiais de suporte apropriados e tecnologia (fotos, desenhos, slides, áudio, vídeo etc.)

  • Mérito técnico e capacidades práticas (fator de ponderação de 10%)

Uma entrada demonstra o seu mérito técnico quando traça um quadro conceptual claro ou uma teoria que ancora a literatura e informa sobre o design e as variáveis-chave do projeto. Os avaliadores irão também avaliar as habilidades práticas, incluindo a observação, a precisão, a comunicação, a capacidade de registar e tabelar os resultados, o uso de ferramentas tecnológicas ou competências práticas puras como a construção, soldadura ou carpintaria.

  • Sustentabilidade e consciência ambiental (fator de ponderação de 5%)

Este critério irá avaliar a forma como as questões ambientais foram integradas no trabalho, através, por exemplo, da exploração e discussão de sustentabilidade do projeto ou através da utilização de materiais ou métodos amigos do ambiente para a implementação ou a apresentação do projeto.

Além disso, serão atribuídas citações especiais (menções honrosas) para projetos não vencedores, dadas pelos juízes em cada fase, que, entre outros, podem ser: gráfico mais atraente, mais problema original, mais apresentação profissional, apresentação mais artística, melhor uso de música num projeto científico ou projeto de maior consciência ambiental.

Cada equipa de concorrentes receberá um resumo da avaliação dos juízes do seu projeto na altura da avaliação.